Tre giorni in Umbria

Provavelmente a Umbria não será o seu primeiro destino na Itália, mas certamente será um dos mais memoráveis. A melhor descrição do “cuore verde d’Italia” talvez seja a do Lonely Planet: “Every inch of Umbria is ancient”.

Famosa por São Francisco, Santa ClaraBenedetto da Norcia, pelos chocolates Baci, e pelas deliciosas e viciantes Trufas negras, a Umbria ainda é pouco explorada por turistas o que se traduz em menos confusão e preços mais em conta ;). Condições históricas não fizeram o Renascimento se desenvolver como na Toscana, um dos fatores que preservaram suas belíssimas cidades medievais.

O norte da Umbria é de fácil acesso por rodovia ou por trem, e é uma extensão perfeita após uma visita a Cortona. O grande problema será decidir aonde ir, na Itália quanto mais pesquisamos mais ficamos confusos em quais destinos priorizar. Com o limite de tempo que tínhamos, nesta “flash visit” resolvemos visitar os arredores do Lago Trasimeno (maior lago da Itália e palco de grandes passagens históricas), Perugia e Assisi.

Talvez não exista lugar no mundo onde o ciclismo seja tão cultuado quanto na Itália. Dirigindo pela Umbria, você certamente encotrará ciclistas com suas Bianchis, Pinarellos e Wiliers, respeite meus colegas :D.

Próximo a Cortona está Passignano sul Trasimeno, que fica ao norte do lago Trasimeno e de onde partem barcos para visitar a Isola Maggiore, onde São Francisco viveu em 1211.

Como muitas das outras cidades medievais na Umbria, a super-ultra-linda-#querovoltar Corciano está em cima de uma colina proporcionando vistas fenomenais. A cidade tem muros intactos que datam do século 13 e uma refeição no Il Convento ou na Locanda San Michele, farão a visita ser ainda mais memorável. Para manter “tudo em casa” uma alternativa é comer Umbricelli acompanhado de vinhos de Torgiano ou Montefalco.

Algumas opcões de hospedagem na região são o simples Il Gabbiano do super simpático Gianni, o Relais la Rosetta que tem apartamentos amplos e fica próximo ao lago, e o super romântico Il Cantico della Natura que tem vistas fenomenais do lago (fotos abaixo). Há também a opção de alugar villas ou até mesmo castelos!

Perugia, a capital da Umbria, é uma cidade encantadora. O compacto centro histórico localizado em uma colina (suprise, surprise, surprise), tem o centro nervoso no Corso Vannucci. Perugia provavelmente será a cidade onde você irá dirigir nas mais estreitas ruas possíveis, que as vezes parecem ser mesmo impossíveis de transitar, não alugue nada maior que um carro compacto (e com seguro total) para não ficar entalado. O ideal é deixar o carro no estacionamento (parcheggio) da Piazzale Partigiani e subir até a Piazza Itália para inciar a exploração. Não tivemos a oportunidade de explorar o Minimetro, ficará para a próxima vez.

Na Piazza Italia fica a Rocca Paolina & Porta Marzia onde os exploradores tem uma idéia da influência dos estados papais e dos etruscos. Pelo Corso Vanucci até a Piazza IV Novembre a constatação que a vida na Europa acontece nas ruas. Na Piazza IV Novembre explora-se o Duomo e Pallazo dei Priori. Próximo há outras atrações como o Pozzo Etrusco e o Palazzo del Capitano del Popolo.

Faça o favor de se “perder” em Perúgia, explore as ruas laterais, ande pelas ruas como um local, perca-se. Ok, você é um turista com uma câmera fotográfica ;). Não deixe de passar pelo Arco Etrusco e pela Via Appia.

Como qualquer cidade na Itália, Perugia tem diversas igrejas. O Tempio Sant’Angelo (também chamada Chiesa di San Michele Arcangelo) é uma linda e incomum igreja com origens no século 5 e fica ao norte de Perugia seguindo pela Via Giuseppe Garibaldi onde há 3 monastérios pelo caminho desde o Arco Etrusco. Ao lado da linda igreja está a Porta di Sant’Angelo a maior porta medieval da muralha de Perugia.

 Outras igrejas que merecem destaque em Perúgia são a Basílica di San Pietro que tem um interior belíssimo, e a pequena Chiesa di San Costanzo que fica próxima (ou talvez até seja parte) da Unviersidade de Perugia.

Outros passeios interessantes em Perugia incluem a visita a Perugina (que hoje faz parte do grupo Nestlé) para ver a fabricação do famoso Baci, o Oratório San Bernardino, da Universtà per Stranieri, a Porta San Pietro, e outras maravilhas. Um dia no mínimo para esta belíssima cidade. Dois festivais importantes acontecem na cidade o Umbria Jazz que é o mais importante festival de Jazz da Itália e o Eurochocolate, Se estiver indo na época destes eventos, planejamento com bastante antecedência é essencial.

Ficamos no Etruscan Chocohotel que é um hotel dedicado ao chocolate. Fica perto da estação de trem e próximo centro da cidade. Os quartos estão um bocado caídos e descuidados, e o café da manhã é regado a chocolate (suprise, surprise, surprise). O ponto alto foi na verdade o restaurante do hotel (na verdade qualquer restaurante na Umbria será ponto alto) onde comemos um delicioso risotto e Agnello (ovelha) acompanhado de um grande Sagrantino di Montefalco por um preço muito convidativo. GRANDE UMBRIA!

Assisimundialmente famosa por São Francisco e Santa Clara, é uma  cidade medieval que diariamente recebe dezenas de milhares de turistas para visitar seus santuários. A Basílica de São Francisco é uma obra prima e classificada como Patrimônio Mundial pela Unesco junto com a cidade de Assisi. Aos mais devotos a visita à basílica superior e inferior, ao túmulo de São Francisco e capela das relíquias será uma experiência espiritual emocionante.

AssisiBasilica di San Francesco

Assisi é uma linda cidade medieval situada em uma colina (agora já tenho certeza que nesta altura você já sabia disto) e tem um centro medieval murado muito lindo. A visita leva necessariamente para o centro da cidade na Piazza del Comune, pela Basilica de Santa Clara e palas tantas outras igrejas da cidade.

Comemos na Tratoria Pallotta um ótimo ravioli al formaggio di fossa, sopa de feijões, acompanhado de um Rosso de Assisi e para terminar no melhor estilo italiano um contorno (por influência do meu paps sempre comi a salada no final, como os italianos)!

Depois de Assisi, Spello seria a extensão natural. Mas devido nossa curta agenda não foi nesta exploração à Umbria que visitamos Spello. Além disso, ainda há Gubbio, Spoleto, Orvieto, Cittá della Pieve, Norcia, Terni, etc. A Umbria é fantástica e também pode ser conciliada com visitas a mais famosa e cara Toscana. Uma das explorações que faremos no futuro será baseada no excepcional post do Ricardo Freire no VnV sobre um dia de carro na Toscana no Val d’Orcia, claro que ficaremos mais que um dia ;).

A mais difícil parte de uma visita a Itália é o final. Não queríamos voltar.  Queríamos ficar por lá, talvez cuidando de nossa vinha, oliveiras e ovelhas, vivendo em uma villa aos pés de uma cidade medieval!

Anúncios

4 respostas em “Tre giorni in Umbria

  1. Belo texto para um belo passeio. Farei ” tre giorni in Cortona” e Assisi será visitado, com certeza. Espero voltar uma próxima vez para conhecer mais da Umbria. Obrigada pelas dicas!
    Gloria

    • Gloria

      Dá uma olhada também no post que públiquei de Spello e Assisi, tem algumas outras pequenas dicas sobre Assisi. A Itália é um país que dá para voltar inúmeras vezes e sempre ver coisas surpreendentes. Você certamente irá adorar sua visita.

  2. Nao conhecia seu blog mas o Riq marcou como se fosse p mim 🙂 Estou perto de Montalcino, eh minha 3a vez na Toscana e sou louca p conhecer Assis. Já conhecemos e adoramos Cortona da ultima vez, nao teremos 3 dias mas esse seu roteiro já estava programado p amanha, vc agora me disse onde ir e ate comer Primeira vez que eu leio um post p o dia seguinte, parabens e obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s