Ilhas Bermudas

1) Informações e planejamento

2) Atrações

3) Praias

As Bermudas, ou Somers Isles, formam um arquipélago da coroa britânica localizado no oceano atlântico a apenas 1:40h – 2:00h de vôo de NYC. As ilhas foram descobertas em 1505 pelo espanhol Juan de Bermúdez de quem levaram o nome. Após 2 visitas, Bermúdez foi persuadido a não voltar mais por conta dos perigosos corais que cercam as ilhas. Em 1609 os Ingleses – através da Virginia Company – estabeleceram um povoado em nome da coroa Britânica e As Bermudas se tornaram uma colônia britânica em 1684.

Em 1968 o arquipélago passou a ter autonomia política para assuntos internos deixando para Londres os assuntos externos e a defesa. A economia depende do governo, comércio, finanças e turismo. Apesar de ser território do Reino Unido, As Bermudas em 2005 supostamente tiveram o maior PIB per Capita do mundo, estatística de difícil verificação mas que certamente desde a crise de 2008 foi superada por outras economias.

Com cerca de apenas 65mil habitantes, a ilha conta com residentes ilustres como Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones, e já foi também residência de outros notáveis como Thomas Moore. De Clima subtropical (mais ou menos a latitude espelho de Pelotas), a Ilha tem a temporada inversa da do Caribe, o que faz com que a alta temporada – verao do hemisfério norte, inverno no hemisfério sul – quando o tempo está mais quente e firme coincida com a temporada de furacões.

No mapa acima, os pontos azuis são as praias que visitamos (que são as principais), os pontos verdes as atrações turisticas e históricas, e em vermelho o hotel que ficamos. Neste post vou focar no planejamento, escolha do hotel, e dicas. Farei mais 2, sobre as atrações da ilha e claro das incríveis praias.

Aproveitamos o feríado do Thanksgiving e resolvemos tirar um break pré-inverno de NYC. Sabíamos que o tempo não estaría de caribe, mas os 18 a 22 graus garantiriam um tempo melhor que o de Nova Iorque no final de Novembro ;).

Há vários voos dos EUA, e tenho certeza que para os que querem programar uma viagem para NYC, uma dobradinha com Bermuda fica jóia, uma lua-de-mel NYC/Bermuda parece ser uma excelente ideia :D.

Taxis são caríssimos e inevitavelmente a viagem do aeroporto até o hotel irá consumir uns bons dólares (que tem mesma cotação dos da terra do tio Barack e são aceitos como nos EUA em todos lugares, mas não leve de volta dólares das Bermudas, pois nos EUA NÃO irão aceitar as notas com a rainha da Inglaterra). Para dar uma idéia até Southampton, fica entre USD40 e USD50.

Dolares Bermudenses

Pelos preços dos hotéis estávamos decidindo entre o Cambridge Beaches, o Fairmont Southampton, e o The Reefs. Optamos pelo The Reefs por ser em Southampton e próximo das melhores praias  públicas, ter um local para alugar scooter logo à frente do hotel, e por não ser um hotel tão “impessoal” quanto o gigantesco Fairmont. Acertamos na decisão, o quarto impecável com uma vista fenomenal (quarto 315), os funcionários são ótimos, o café da manhã estupendo (os Muffins são os melhores que já comemos até hoje), e os restaurantes são também bons.

The Reefs

Por não ser possível alugar carros (apenas residentes podem guiar na ilha), optamos por alugar uma scooter para termos mobilidade na ilha, mas por ser mão-inglesa tem que ter atenção: “the right way is the wrong way”. Vimos no entanto vários hóspedes se locomovendo de ônibus, mais informação aqui.

Bermuda

O Frommer’s foi o guia de onde tirei a maioria das informações. O guia indicou que a ilha é bem conservadora e que alguns restaurantes inclusive requerem paletó para o jantar. Isto causa um clima menos despojado do que as ilhas do caribe pela formalidade, por outro lado, contribui num cenário mais romântico para o jantar.

Em 4 noites e 3 dias e meio não tivemos tempo de conhecer a ilha toda, que apesar de pequena (cerca de 40Km na máxima extensão) tem uma quantidade grande de praias paradisíacas para ver, boas atrações  alguns bons restaurantes, e muita história. E para os que gostam de golf, a ilha tem a maior densidade de campos de golf do mundo. Recomendo uns 5 dias completos.

Elbow Beach e Horseshoe Bay

Em todos lugares as pessoas sempre foram muito gentis, o humor das pessoas foi excelente, e em quase todas situações ficaram surpresos em saberem que éramos brasileiros, aparentemente não há muitos turístas brasucas indo para lá.

Não estamos falando da França ou Itália, mas comemos muito bem nas Bermudas. O restaurante Henry VIII foi o menos surpreendente, mas chegamos sem reserva (faça) e ainda assim fomos bem atendidos. No The Dining Room at Gibb’s Hill Lighthouse comemos excelente ravioles de abóbora e lagosta. No Royston’s no The Reefs o Rock Fish estava muito bom. Finalmente tivemos uma janta memorável – porém caro – no Tom Moore’s Tavern, outra dica é planejar bem a ida para lá pois era distante de nosso hotel: já falei que o taxi é caro nas Bermudas, não falei? 😦

Tom Moore & Dining Room

A peça A Tempestade de William Shakespeare, muito provavelmente foi inspirada no náufrago do Sea Venture e nos relatos dos escritor William Strachey que sobreviveu o naufrágio na então desabidada Bermuda. Além disso o famoso Triângulo das Bermudas (na qual as Bermuda é um dos vértices, Miami outro e finalmente Porto Rico) que não é reconhecido como uma área de risco e os navios de carga que passam por ele não precisam pagar seguro extra.

As casas em Bermuda teem cores em tons pastel, e os tetos são brancos mas em forma de “escada”, de forma que ajudam na coleta da água da chuva que são enviadas para tanques. Por lei, as paredes devem suportar ventos de até 160Km/h.

Tetos das casas em Bermuda

Também interessante que eles surrupiaram o Moon Gate (portão lunar) dos Chineses e Japoneses:

Moon Gate

Após o pôr-do-sol sempre escutávamos uma sinfonia de assobios que descobrimos ser de pequenos sapos – Whistling Tree Frogs. Eu achei muito simpático eles ficarem assobiando à noite; combinado com o som do mar era um sonífero imbatível, mas conversando com os locais, alguns dizem que é irritante. Aqui está o primo deles de Barbados.

E, caso você esteja se perguntando, as Bermudas (Bermuda Shorts em Inglês) são populares lá e vimos pessoas utilizando eles com camisa, gravata e meias longas. Eles foram inicialmente utilizados pelo exército Britânico para climas tropicais, porém, durante a segunda guerra a falta de roupas em Bermuda fez com que os gerentes gerais de dois bancos das Bermudas encomendassem shorts para um alfaiate para que seus funcionarios tivessem roupas apropriadas. Desde então o traje passou a ser apropriado para ocasiões formais na ilha.

Bermuda

Foram certamente “Bermudaful days”.

PS1 – a maior parte das fotos acima foi com telefone, as melhores virão nos “próximos capítulos”

PS2 – Bermuda não está técnicamente no Caribe, mas por algumas características semelhantes resolvi classificar assim- e pelo tripadvisor também fazer o mesmo 😉

Anúncios

4 respostas em “Ilhas Bermudas

    • Oi Thayane.

      Bermudas tem clima sub-tropical úmido – como o de Floripa. A baixa temporada é no inverno, que bate com o inverno do hemisfério norte. Segundo o Weather Channel, nos meses de inverno as mínimas médias são em 16 graus e as máximas médias em 20 graus (http://www.weather.com/weather/wxclimatology/monthly/graph/BDXX0002). Para canadenses isto é bem quentinho, para Brasileiros – exceto no sul do país – isto pode ser considerado bem frio.

      Na minha opinião, os melhores meses para ir são Abril/Maio e Novembro, quando as temperaturas estão boas, não chove muito e não é alta estação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s