Perúgia

Havíamos passado por Perúgia para pesquisar algumas coisas na cidade (relato aqui). Desta vez, dormimos por 5 noites na cidade para conhecê-la melhor e explorar algumas cidades na Úmbria, conforme relatos anteriores.

Algo que não sei explicar me magnetiza nesta cidade. Talvez sejam as ruelas de pedra super apertadas e escuras, talvez a inclinação das mesmas, ou talvez pela sua história interessante. O fato é que gostei muito da cidade que é capital da belíssima e pouco explorada por turistas Úmbria.

Perugia

No centro medieval, quase tudo é antigo, até mesmo as farmácias (que já salvaram a co-pilota na primeira viagem) são de épocas que a medicina era ainda pouco evoluída. Esta foi fundada em 1592!

Na Piazza IV Novembre estão o Palazzo dei Priori, a Fontana Maggiore e a Catedral de San Lorenzo.

A Fontana Maggiore foi contruída de 1275 a 1278 com projeto de Fra Bevignate e Boninsegna da Venezia, e decorações de Nicola Pisano e seu filho Giovanni Pisano. Nos detalhes há passagens bíblicas, ciências humanas, trabalhos relacionados com os meses do ano e figuras bíblicas.

A Catedral de San Lorenzo tem exterior em losangos de mármore rosa e branco. Diferentemente da maioria das outras igrejas, a fachada não está de frente para a praça. No seu interior que é muito sóbrio e um dos principais motivos de visitas de peregrinos está na primeira capela que exibe o Anel Santo. Porém – pelo que entendemos – está exposto uma réplica do anel que o credo popular diz ter sido o anel de noivado da Virgem Maria, o original é exposto por alguns dias em Julho Nas festividade do Santo Anel.

Palazzo dei Priori

DSC05243

Uma das principais atrações do Palazzo dei Priori é a Sala dei Notari (acima) é um grande salão abobodado com afrescos que retratam cenas bíblicas.

O Collegio del Cambio é outra das grandes atrações. Os “trocadores de dinheiro” – banqueiros da época – de Perúgia se juntaram para formar a associação chamada de “Arte da Troca” onde a sede era neste local. Na entrada há móveis em estilo grotesco – ela é linda, clique no link ao lado para entender – e na Salla dell”Udienza há um ciclo de afrescos de Perugino.

IMG_6410Portale delle Arti

O Portalle delle Arti (2 fotos acima) dá acesso a terceira grande atração: a Galleria nazionale dell’Umbria que conta com impressionante acervo de arte da Úmbria. Com obras de Fra Angelico, Piero della Francesca e claro Perugino, o compacto museu é um deleite para os amantes da arte sacra.

Próximo à Piazza IV Novembre está o Pozzo Etrusco (fotos acima) uma impressionante obra de engenharia que era capaz de prover água de forma constante para a cidade inteira.

Já no extremo nordeste da cidade murada, está a Capela de San Severo que hoje é um pequeno museu onde está Santa Trindade e Santos, um dos primeiros afrescos de Rafael Sanzio que foi terminado por Perugino. É notório os estilos distintos dos artistas.

Voltamos a caminhar pela Via Appia e pelo Aquedottò. Na verdade voltamos algumas vezes. Sem dúvida é um dos lugares mais pitorescos de Perúgia para se caminhar!

Tempio Sant'Angelo

Voltamos algumas vezes também para o Tempio di Sant’Angelo (fotos acima – também chamada de Chiesa di San Michele Arcangelo) que está no extremo noroeste da cidade. Desta vez conseguimos subir na torre da Porta di Sant’Angelo – a maior porta medieval da cidade murada – e apreciar algumas das fenomenais vistas da cidade. A igreja que tem origens no século 5 AD, tem interior circular com afrescos do século 14. Um casamento lá deve ser maravilhoso ;).

No sul da cidade medieval e logo próximo do hotel que estávamos, visitamos a Rocca Paolina, uma fortaleza da Renascença (1540 – 1543) que inclue a Porta Marzia.

Já fora da cidade visitamos a fábrica da Perugina que hoje pertence ao grupo Nestlé. Infelizmente visitamos a Perugina em um sábado e não pudemos ver os milhares de Baci correndo pelas esteiras. 😦 Fica a dica de visitar a fábrica em dia útil.

Da Piazza Italia e Giardini Carducci, as vistas da região são belíssimas, com possibilidade de inclusive ver Assisi ao pé do Monte Subasio em dias claros:

 

Eurochocolate:

Estávamos na cidade no início da edição de 2012 do festival que acontece todos os anos em Outubro desde 1993. A cidade fica toda cheirando à chocolate! A Nestlé domina (afinal a Perugina hoje é dela), mas há algumas coisas regionais além de outras marcas excepcionais como Caffarel de Turim (que faz parte do grupo Lindt). Várias lojas utilizam o tema:

Ficamos hospedados no Brufani Palace Hotel que fica bem no centro antigo da cidade, convenientemente localizado próximo à algumas atrações turísticas. Dele pode-se explorar à pé a maior parte das atrações da cidade, que tem seu centro antigo bastante compacto.

O Hotel tem estilo clássico com decoração bastante sóbria. Reservamos pelo Classictravel.com, que até agora é a única agência que encontrei com possibilidade de fazer reservas online que tem acesso à rede Virtuoso. Pela rede Virtuoso, recebemos café da manhã incluído, upgrade (sujeito a disponibilidade), uma refeição, early check-in e late check-out. A piscina do hotel é pequena, mas incrível, pois no chão pode-se ver ruínas etruscas! Quando voltarmos para lá, se conseguirmos uma tarifa boa, estará no topo de nossa lista.

As vistas que tivemos do nosso quarto deixaram nossa estadia ainda mais memorável:

 

Finalmente, aos que queiram se casar na Itália (Úmbria, Toscana e Lazio), procurem a Julie Palombaro do Italy Wedding I do: fica a dica ;).

 Nossa aventura pela Toscana e Úmbria:

1) OrvietoBagnoregioPitigliano e região. Aqui

2) SienaAqui

3) Montepulciano, e o Val D’OrciaAqui

4) San Gimignano e MonteriggioniAqui

5) Assis e SpelloAqui

6) TodiTorgianoBevagna e MontefalcoAqui

7) GubbioAqui

8) MonterchiAnghiariSansepolcroCittà di Castello e MontoneAqui

9) FontignanoTavernellePanicalePaciano – a rota de Perugino. Aqui

10) Perugia. Aqui

Anúncios

3 respostas em “Perúgia

  1. Oi Philip .Estou planejando viagem pela Úmbria entre outros lugares e gostei muito de seus relatos .Quais os locais imperdíveis entre tantos ?Sugere outras leituras?Grata

    • Ligia, obrigado pela visita!

      Diria que Perúgia, Corciano, Assisi, Spello e Gúbio são as “imperdíveis”, mas também é bacana na Úmbria visitar as cidades pequenas onde “o tempo parou”, Bevagna por exemplo foi uma grande surpresa para nós, mas como pode ter percebido nós amamos todos cantinhos da Úmbria que passamos, e olha que faltaram algumas coisas, que pretendemos visitar numa próxima oportunidade (Alem de Norcia, Spoleto e outros lugares na Úmbria, Urbino na vizinha Marche está no alto da lista).

      Os guias Lonely Planet e o Eyewitness Guide Úmbria (no Brasil guia visual da Folha se não me engano) são muito bons, mas uma vez lá, siga seu “cuore” que assim como nos apaixonamos por Corciano, certeza que irá encontrar algo especial por lá!

      Espero ter ajudado, e se precisar de algo mais avisa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s