Foliage Express – 2 dias desde NYC

Combinações de amarelos, vermelhos, marrons, roxos e verdes das folhas, o cinza e azul do céu: core, cores, cores. Nos EUA e no Canadá o Fall Foliage (as cores de outono) é sempre muito esperado e o turismo para ver estas cores se tornou muito importante em algumas regiões, nos EUA principalmente na Nova Inglaterra.

Por conta de agendas profissionais e pessoais de nosso grupo, tínhamos disponível um fim de semana simples (sem feriado) e para apreciar um pouco deste fenômeno no primeiro fim de semana de outubro.

Saímos no sábado pela manha de NYC indo em direção ao noroeste de Connecticut, dormímos em Pittsfield, bem no centro do condado Berkshire em no oeste de Massachussets e no domingo exploramos um pouco mais a região voltando no final da tarde para NYC.

Primeiro dia:

Saímos de NYC (ponto A) por volta das 9:00am. Logo no Bronx começamos a ver algumas cores de outono, mas foi mesmo quando chegamos em Connecticut que as coisas mudaram. Já em Litchfield Hills (no condado Litchfield), nossa primeira parada foi na Bull’s Bridge (ponto B), onde chegamos por volta das 11:00am. O céu estava cinza, mas ainda assim as cores de outono estavam bem presente.

Foi na simpática Kent (ponto C), uma pequena cidade com cerca de 3mil habitantes, onde fizemos uma parada para um café. Há boas opções na main street, e a cidade estava toda cheia de cores.

Alguns minutos mais pela estrada e vimos umas cachoeiras na estrada e uma placa dizendo que este era o Kent Falls State Park (ponto D). Esta foi uma parada não planejada mas que valeu muito. No parque, pode-se fazer uma boa caminhada (não exige muito esforço, bem sinalizada e cuidada) onde é possível chegar muito próximos do topo das quedas.

Após uns 40 minutos de caminhada no parque (onde nos pareceu ser um ótimo local para um picnic, seguimos viagem para o norte até nossa próxima parada, a West Cornwall Covered Bridge (ponto E).

Já no estado de Massachussets, fizemos uma rápida parada para ver a Upper Sheffiled Covered Bridge (ponto F) e paramos na estrada para tirar umas fotos do Fountain Pond State Park (ponto G).

Fountain Pond State Park, MA

Chegamos em Stockbridge (ponto H) por volta das 14:00 onde paramos para nosso almoço. Com cerca de 2mil habitantes, a pequena cidade não tem muitas opções para a refeição e como estávamos famintos comemos no Lion’s Den Pub, mas após o almoço explorando as lojinhas da rua principal, o Once Upon a Table nos pareceu uma opção interessante.

 

Por volta das 15:45, saímos de Stockbridge em direção a Jacob’s Ladder Scenic Byway (ponto I), que pela pesquisa que fiz, era uma das estradas mais bonitas para observar as cores de outono.

 

Passamos rapidamente por Lenox onde paramos no Chocolate Springs Café – que produzem praticamente tudo o que vendem – para um merecido chocolate quente. Dormimos em em Pittsfield (ponto J) no White Horse Inn, um B&B que faz justiças às ótimas avaliações no tripadvisor: recomendadíssimo.

Segundo dia:

Logo após nosso café da manhã fizemos o check-out e seguimos para mais um dia, que porém amanheceu chovendo. Já combinamos na partida que se o tempo continuasse desta forma não iríamos fazer a caminhada que estava planejada. Nossa primeira parada foi no Pontoosuc Lake (ponto B) para tirar umas fotos.

Mesmo com o céu cinza, os tons vermelhos, amarelos e verdes predominavam por todos lados. Era muito difícil seguir por mais de alguns minutos sem parar para tirar fotos.

Quando começamos a subir o Mount Greylock (ponto C), começamos a ser tomados por uma densa neblina. O Mount Greylock é o ponto natural mais alto de Massachussets e nele passa a trilha dos montes Apalaches (Appalachian Trail) e no topo está o Veterans War Memorial Tower, infelizmente com a neblina estava muito frio e a visibilidade no topo era muito baixa, resolvemos nem parar.

Já na descida, mas para o norte da montanha, em alguns momentos tivemos pequenas tréguas da neblina, em um destes momentos fizemos uma parada estratégica para mais fotos. 😀

Mt Greylock

Williamstown (ponto D), foi nosso próximo destino. A cidade universitária de 8 mil habitantes é muito charmosa, com alguns cafés, galerias e lojas.

Parte do Williams College, o Williams College Museum of Art (WCMA) é gratuito e conta com uma coleção interessante. Na praça à frente, já pudemos ver um excelente trabalho de Louise Bourgeois.

Falando em artes, seguimos para o Mass MoCA (ponto E), um gigantesco museu  com 19 galerias e 9.300 m2 de espaço para exibições, localizado em uma antiga fábrica. Lá vimos uma exibição de fazer cair o queixo de Sol LeWitt, que estará em exibição até 2033. Também vimos obras de Xu Bing, Anselm KieferJoseph Beuys, Philip Glass, e tantos outros que faz deste museu um destino obrigatório aos amantes das artes.

Paramos no restaurante Golden Eagle (ponto F) para almoçarmos. De lá há vistas lindas, mas a neblina voltou a atrapalhar um bocado. A comida não era nada demais, mas comestível.

Depois do almoço, seguimos pela Mohawk Trail (ponto G), uma rota cênica muito que inclusive conta com um especial no NYTimes aqui. De tempos em tempos, paradas para as fotos:

Algumas delas interessantes, outras dramáticas (a estrada que estava cedendo abaixo está desativada, os malucos de motos foram por suas contas e riscos, eu fui somente tirar a foto):

Foram 2 belos dias de muitas cores e acompanhado de pessoas formidáveis. Próximo outono haverá mais!

Anúncios

4 respostas em “Foliage Express – 2 dias desde NYC

  1. Saudades dessa época do ano no Nordeste dos EUA!!
    Só ficou faltando um céu azul para o passeio ficar 100%

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s