Istambul 1/2

Relato que está atrasado mas que sairá aos poucos durante este ano.

1 – Planejamento

2 – İstanbul 1/2

3 – İstanbul 2/2

4 – Capadócia – Kaymaklı, Derinkuyu e Vales Soğanlı

5 – Capadócia – Passeio de balão, Vale dos Monges, Zelve, Vale da Imaginação e Göreme

6 – Capadócia – Castelo Uçhisar, Vale dos Pombos, Çavuşin, Mustafapaşa

7 – Egeu 1/2

8 – Egeu 2/2

9 – Conclusões

A posição estratégica de Istambul (İstanbul em Turco, com pingo no “I” maiúsculo ) na península do Bósforo tem feito que esta magnífica cidade seja bombardeada por acontecimentos políticos, religiosos, artísticos e culturais por mais de 2 mil anos. Com seu centro histórico listado como Patrimônio Histórico pela UNESCO desde 1985, não há palavras para descrever Istambul. Poucas vezes “clicamos” tão rapidamente com uma cidade como aconteceu com Istambul.

Chegamos numa quarta-feira por volta das 3.30PM no aeroporto internacional e estávamos no nosso hotel por volta das 5:30PM, cansados do vôo noturno e atordoados pelo fuso horário. Resolvemos descansar um pouco e jantar. Depois da janta que fizemos fomos até o Hafiz Mustafa comprar Delícias Turcas:

Hafiz MustafaHafiz MustafaHafiz MustafaHafiz MustafaHafiz Mustafa

Nesta primeira noite andamos sem muito destino para guardar energias para o dia seguinte.

Depois do café da manhã, fomos para uma das principais atrações da cidade o Palácio de Topkapı, passando antes pelo Parque Gülhane.

Palácio de Topkapı

O clima de primavera deixou aquele dia ainda mais delicioso. E estávamos ansiosos para conhecer o Palácio. Havíamos reservado uma manhã inteira para esta visita e a decisão foi correta.DSC07520IMG_6647Topkapi

Os detalhes dentro do palácio são belíssimo e nós visitamos praticamente todos cantos do palácio. Como é dos pontos turísticos principais, dificilmente não haverá grupos enormes de excursões, chegando cedo evita-se o pico, mas impossível não estar algumas vezes com multidões, principalmente no Tesouro do palácio.

TopkapiTopkapi

Mas é o Harem que realmente encanta. O labirinto de quartos onde o Sultão e suas esposas viviam merece uma visita com calma para apreciar os detalhes. Paga-se um ingresso à parte e há visitas guiadas, mais detalhes aqui.

DSC07564TopkapiTopkapi

Depois de visitarmos o Harem, o tesouro, os pavilhões (o Baghdad é espetacular) e praticamente todos cantos do palácio a fome apertou e almoçamos no Restaurante Konyalı. Ele está no interior do palácio com lindas vistas do Bósforo e os pratos estavam bons, porém os preços um pouco salgados.

Santa Sofia (Ayasofya):

Depois de nosso almoço fomos surpreendidos pela chuva, mas que não atrapalhou muito pois fomos direto para a Santa Sofia.

AyasofiaAyasofia

A igreja da santa sabedoria é esplêndida. Seus mosaicos bizantinos, a grande Nave central e os detalhes por todos cantos são os motivos que fazem com que muitos especialistas considerarem ela como um dos mais importantes obras arquitetônicas da humanidade.

AyasofiaAyasofiaAyasofiaAyasofia

Apesar dos mais de 1,400 anos de idade está o estado de conservação é muito bom. É uma das mais imponentes obras religiosas de Istambul.Ayasofia

Cisterna da Basílica (Yerebatan Sarnıcı):

A enorme cisterna é uma incrível obra de engenharia da era Bizantina. Nossa visita levou cerca de 20 a 30 minutos e infelizmente como não estava com um tripé não consegui fotografar bem o local (não me recordo se permitiam entrar com o tripé).

Cisterna da BasílicaCisterna da Basílica

Mesquita Azul (Sultan Ahmet Camii):

O “nome ocidental” desta magnífica mesquita deriva das cores azuis dos azulejos de İznik em seu interior. Ela foi uma obra de muita controvérsia – e até hostilidade – quando encomendada pelo Sultão Ahmet I, pois os 6 minaretes eram considerados um sacrilégio por na época rivalizar com a Al-Masjid al-Harām em Mecca.

Mesquita AzulMesquita AzulMesquita AzulMesquita AzulMesquita AzulMesquita AzulMesquita Azul

Depois de visitar a bela mesquita, aproveitamos para passear um pouco pelo Hipódromo e jantamos depois por lá perto.

Çemberlitaş Hamami:

O dia seguinte amanheceu bastante nublado e com previsão de chuva, decidimos então passar nossa manhã no Çemberlitaş para fazermos o famoso Banho Turco. Decidimos por este Hamami, pois os reviews que havia pesquisado eram bons, havia área distinta para homens e mulheres (com os funcionários que dão os banhos sendo do mesmo sexo dos clientes), e por ser obra do famoso arquiteto Mimar Sinan.

Como chegamos cedo, éramos um dos poucos clientes que lá estavam. Eu havia pesquisado antes o que esperar da experiência aqui, porém ainda assim um pouco de desconforto foi inevitável.

Ambos optamos pelo banho turco completo o que um funcionário esfrega – ou melhor esfolia – e ajuda durante o banho. Após deixar minhas coisas em um quarto privado que me deram uma chave, fui de roupão e uma toalha típica para amarrar na cintura para uma sauna. Depois de um tempo um senhor veio até mim e disse algo em Turco que eu entendi ser: chegou sua vez. Começou então o ritual onde eu sentei para ele me banhar, esfregar os braços, barriga, rosto e pernas. Esfoliação pura em um ambiente cheio de mármores e uma sauna com um sistema engenhoso de mais de 500 anos. Foi revigorante, ambos gostamos bastante.

Ao sair, como era sexta-feira vimos o Dhuhr que é o Salá que ocorre depois do sol atingir o ponto máximo.Call to prayer

Mesquita Süleymaniye (Süleymaniye Camii):

À tarde fomos visitar a preciosa Mesquita Süleymaniye, que é a mais importante de Istambul.  Ela é um tributo ao grande arquiteto Mimar Sinan e memorial de seu fundador o Sultão Solimão, o Magnífico (Süleyman em turco). No complexo da mesquita estão os túmulos de Solimão e de Sinan.

Mesquita SüleymaniyeMesquita SüleymaniyeMesquita SüleymaniyeMesquita SüleymaniyeMesquita SüleymaniyeMesquita Süleymaniye

Há um restaurante que pareceu ser muito bom onde era a cozinha do complexo e encontramos um Café localizado em um jardim afundado (Café in a Sunken Garden) muito bacana onde fizemos uma parata para um chá.

Grande Bazar (Kapalıçarşı):

O Grande Bazar é um enorme labirinto de lojas que vendem de praticamente tudo. Nós fizemos o circuito recomendado pelo DK Eyewitness vez ou outra parando para ver uma loja – fizemos algumas pequenas compras – e para apreciar o enorme fluxo de pessoas. A Marcie do abrindoobico.com disse-me depois que há uma mesquita dentro do Bazar, infelizmente não sabia quando estivemos lá, assim fica a dica para quem quiser explorar este lado “secreto” do bazar. Paramos no tradicional Şark Kahvesi onde apreciei um café turco.

Grande BazarGrande BazarGrande Bazar

Restaurante Hamdi:

Dois amigos turcos distintos haviam recomendado o Hamdi. Eles haviam dito que era um ótimo “meat restaurant”, ou seja, um local para carnes, que para os turcos se traduz em Kebab (também Kebap ou Kabab). Os Kebabs de lá são excepcionais e as vistas da New Mosque e do Golden Horn são espetaculares, recomendadíssimo.

Vista HamdiHamdiHamdi

Museus Arqueológicos de Istambul (İstanbul Arkeoloji Müzeleri):

Pela manhã do nosso terceiro dia na cidade fomos ao Museu de Arqueologia. No museu estão artefatos e obras de enorme relevância histórica, entre os principais estão o Sarcófago de Alexandre que leva este nome por ter talhada nele a batalha em que Alexandre o Grande venceu os Persas. Também no museu está o Tratado de Kadesh, o mais antigo tratado de paz – entre Egípcios e Hititas – ainda intacto.

Museu de ArqueologiaMuseu de ArqueologiaMuseu de ArqueologiaMuseu de Arqueologia

Estação de Sirkeci (Sirkeci Garı):

Passamos rapidamente pela Estação de Sirkerci, mundialmente famosa pode ser a estação final do Expresso do Oriente. Mesmo com a fechada que estava em restauração, gostamos da visita e aproveitamos para ver brevemente uma exposição.

Sirkeci GarıSirkeci Garı

Mesquita Yeni (Yeni Cami):

Antes do almoço fomos explorar a Mesquita Yeni (Nova Mesquita), que fica ao lado do restaurante Hamdi e situada no Corno de Ouro (Golden Horn) ao sul da ponte Galata.New MosqueNew MosqueNew MosqueNew Mosque

Anúncios

2 respostas em “Istambul 1/2

  1. Olá primo Philipp tudo bem? Estive na Turquia em 2010 fazendo uma visita geral, conheço a maior parte do que descreves aqui, também estive na Capadócia, que adorei, faltou Istambul, é claro muito importante mas que terá que ser vista com mais tempo, por isso este ano é a próxima viagem que vou fazer, já tenho tudo marcado e vou a 31 de Março, 5 dias, para conhecer essa maravilha turca. Gosto de ver estas tuas publicações tanto pela informação de locais que não conheço, como pelo que relembro dos locais onde já estive e também pelas fotos onde vos vejo para matar saudades. Um grande beijo para vós. Tina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s